O vereador Sassá da Construção Civil (PT) pediu apoio do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, aos trabalhadores da indústria de montagem industrial na preferência de contratação da mão de obra local. O grupo com mais de 80 trabalhadores, se reuniu com o prefeito na escadaria do plenário da Câmara Municipal de Manaus (CMM), após o término da leitura da mensagem anual do prefeito na manhã desta terça-feira (6).
“Enquanto nossa luta sindical não estabelece a criação de um justo percentual de contratação de mão de obra local a este seguimento industrial, pedimos apoio do prefeito Arthur Neto, no sentido de sensibilizar os empregadores sobre contratação da mão de obra qualificada dos profissionais da montagem industrial, cuja capacidade está ociosa em Manaus, por uma razão desprezível: a preferência por trabalhadores importados de outros estados”, justificou o parlamentar.
O prefeito recebeu o Ofício 002/2018 do vereador com a reivindicação dos trabalhadores, solicitando a prioridade na contratação de mão de obra no mercado de trabalho de Manaus. Artur Neto se comprometeu a estudar caminhos que sensibilize as empresas a contratar um determinado percentual de trabalhadores no mercado local pelas empresas do seguimento. Por outro lado, o vereador Sassá recolheu a assinaturas dos trabalhadores para comprovar a prática da existência criminosa sofrida pelos trabalhadores visando acionar o Ministério Público do Trabalho (MPT) por meio de uma Ação Civil Pública (ACP) para corrigir essa anomalia.
Intensos têm sido os esforços do Sindicato dos trabalhadores (Sintracomec) no sentido de enfrentar essa discriminação por parte das empresas vencedoras de licitações, bem como, das contratadas diretas do seguimento de montagem industrial vindas de outros estados. O nosso mercado possui um vasto banco de profissionais habilitados e qualificados, logo não se justifica a política de importação da mão de obra praticada”, concluiu o parlamentar.
Texto: Assessoria do vereador Sassá da Construção Civil

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here