Profissionais da educação, se a DIVISÃO foi nossa derrota ao longo destes últimos 13 anos, será a UNIÃO a arma de nossa GRANDE VITÓRIA de 2018!

 

A Luta não pode parar e o movimento grevista continua por tempo indeterminado! A desembargadora Maria do Perpétuo Socorro Guedes Moura suspendeu, em julgamento de ação civil pública na Segunda Câmara Cível, a greve deflagrada pela Associação dos Professores e Pedagogos de Manaus (Asprom). Os professores se perguntam e agora? nossas faltas serão descontadas? Fomos derrotados mais uma vez? Não teremos reajuste salarial digno?… Tenho dito e repetido seguidas vezes que a única coisa capaz de nos derrotar seria, mais uma vez, a fragilidade que ainda repousa na divisão da categoria! Foi assim em 2005 e em 2015, e se repetiu em 2017 na luta pelo Fundeb dos professores da SEMED.

Nós do Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação e que compomos a oposição à atual diretoria do Sinteam, afirmamos que a greve CONTINUA! A decisão da desembargadora não afeta o resultado deliberado na Assembleia Geral, realizada no dia 22, pela Oposição Sindical e direção do Sinteam,ocorrida na quadra do Atlético Rio Negro Clube. Nesta assembleia ficou decidido por unanimidade o INDICATIVO DE GREVE! Após o resultado da Assembléia a direção do Sinteam protocolou, no dia 23, na Casa Civil, o oficio N° 040/2018-PR que deflagra o movimento grevista por tempo indeterminado. Assim, seguindo os princípios da Lei o governo está notificado. Agora é preciso muita atenção! Este estágio irá durar até às 13h do dia 26, ou seja 72 h após a notificação.

Após este momento é que a greve se instalará conforme a legislação! Todos reconhecem que já há uma greve em pleno andamento na rede estadual deflagrada pela própria categoria e pela ASPROM. Não se pode tirar os méritos de ninguém! Entretanto, restava regulamentá-la por via sindical, fato que foi consolidado na assembleia geral.

A greve agora é legal, pois está seguindo todos os ritos estabelecidos pela legislação trabalhista. Neste momento não vejo mais movimentos separatistas. Ou estamos juntos e lograremos os êxitos de uma grande vitória para a categoria, ou amargaremos as derrotas advindas das desuniões, estrelismos e vaidades. É hora de uma grande união!!!

 

Professor Bibiano Movimento dos Trabalhadores e Trabalhadoras em Educação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here